Notícias

Assalto ao BB de Jaicós revela  insegurança bancária no interior


Mais um assalto a banco no Piauí, desta vez na  cidade de Jaicós, deixou os habitantes da cidade em polvorosa e ficou claro, a insegurança nos bancos do interior do Estado.

A agência do Banco do Brasil, além da lotérica e os Correios da cidade de Jaicós ( 352 km de Teresina) foram assaltadas na madrugada desta quarta-feira (31). De acordo com informações da polícia do local, o bando era  composto por 20 homens.

“ O assalto mostra um grau de insegurança absurdo e o pouco envolvimento dos banqueiros em solucionar esse caos. É possível ver  que há uma população grande de várias cidades que precisam dessa agência e agora, há o perigo dela ficar fechada”, disse Arimatéa Passos, presidente do Sindicato dos Bancários do Piauí.  

Reféns foram usados para garantir a fuga dos assaltantes e foram usados marretas e explosivos para roubarem os locais.  Extremamente organizados, eles fecharam estradas para fugirem com segurança. “ A Lei de Segurança Bancária foi sancionada em 2012 e parte dessa lei não é cumprida, porque se fosse, esses assaltos teriam diminuído e não é o que está acontecendo. O nosso temor é que a agência venha a ser fechada e nós temos que lutar contra isso, a comunidade merece e o Seebf não vai deixar isso acontecer. Vamos lutar junto com outras entidades para dar mais segurança a Jaicós”, afirmou.

De acordo com a lei  de Segurança Bancária 6168/2012,  deveriam ser colocadas câmeras ligadas à central de monitoramento da Polícia Militar, mas isso nunca aconteceu.   Os bancos acabam perdendo muito por não respeitarem isso.  É exigido também em todos os bancos,  a instalação de blindagem na fachada térrea e câmeras com alto poder de definição ligadas à P M.  O  Seebf  pediu ao Ministério Público do Trabalho , a punição dos bancos que ainda não cumpriram essa lei na íntegra.

 

 

Foto cedida pelo site Noticiei. com